Deus e Michio Kaku

Michio Kaku é um brilhante cientista físico teórico. É professor e co-criador da teoria de campos de corda.

O Fato é que a maioria dos físicos teóricos são pessoas incrivelmente espiritualizadas e possuem um grande apreço por este conceito.

Tem consciência da alma e do universo e dúvidas de onde eles vieram. Porque são perguntas que fazem sempre a si mesmo.

Michio Kaku concedeu entrevista à revista Scientific American onde dissertou de forma científica o seu entendimento do que é Deus.

kaku_cientistas

Ele disse que Deus: são todas leis físicas e matemáticas que regem o universo com incrível precisão e harmonia e que só poderão ser compreendidas através do conhecimento, da inteligência e da ciência.

Michio Kaku  e a sua teoria sobre as leis universais

Um dos cientistas mais conceituados da atualidade encontrou prova da atuação de uma força ‘que rege tudo

Michio Kaku como físico teórico que é não afirma por meio de sentimento espiritual profundo a existência de Deus, como ser, e sim sobre o conceito de Deus formado basicamente sobre uma profunda “admiração pela perfeição estrutural do universo”, pelas leis da natureza, que só “a ciência é capaz de revelar”.

Michio Kaku, diz na entrevista ter criado uma teoria que pode apontar a existência de Deus com base num plano de leis universais criadas e não moldadas que regulam todo o universo cósmico.

Michio Kaku – Deus é matemático

O físico Michio Kaku fala sobre a relação que existe entre a física e a matemática, e a importância que uma tem para a outra.

Michio Kaku chegou a essa conclusão por meio de um estudo, ele usou um “semi-raio primitivo de táquions” (Táquions são partículas teóricas, capazes de “desgrudar” do Universo a matéria ou vácuo que entrar em contato com ela, assim, deixando qualquer coisa livre das influências do universo à sua volta), tecnologia criada recentemente em 2005.

Embora a tecnologia para chegar às verdadeiras partículas de táquions ainda esteja muito longe de ser alcançada, o semi-raio tem algumas poucas propriedades dessas partículas teóricas, que são capazes de criar o efeito dos verdadeiros táquions, em escala subatômica.

Os resultados dessas experiências fizeram Michio concluir que a existência de “Deus” se deve ao fato de nós vivermos em uma “Matrix”.

“Cheguei à conclusão que estamos em um mundo feito por regras criadas por uma inteligência, não muito diferente do seu jogo preferido de computador, claro, impensavelmente mais complexa,” disse ele.

Ele analisou o comportamento da matéria em escala subatômica e percebeu que a parte afetada pelo semi-raio primitivo de táquions, um minúsculo ponto do espaço, estava totalmente livre de qualquer influência do universo, matéria, força ou lei.

“Acredite, tudo que nós chamávamos de casualidade até hoje, não fará mais sentido. Para mim está claro que estamos em um plano regido por regras criadas, e não moldadas pelo acaso universal”, comentou o cientista.

Michio Kaku, dado a sua importância no meio científico internacional, sua teoria de que nada foi feito por acaso no universo e tudo foi criado e regido por um sistema de leis físicas e matemáticas deve ser levada a sério. O que Michio Kaku está dizendo é que o Big Bang não foi obra do acaso e sim obra de criação!

Aonde isso vai parar?

%d blogueiros gostam disto: