Obama e a Lei Marcial

Barack Obama mais uma vez este ano se reuniu com os diretores da FEMA (Federal Emergency Management Agency) a agência do governo federal que trata dos preparativos para intervenções em desastres de grandes proporções em território americano em princípio.

O fato é que corre rumores em todos os meios políticos, públicos e privados que o presidente americano Barach Obama está com a caneta nas mãos para assinar a lei marcial.

Assista ao vídeo abaixo:

Quando se declara a lei marcial o sistema de leis das autoridades civis passa a ser substituídas por leis militares, ou seja, é quando uma autoridade militar (geralmente após uma declaração formal) toma o controle da administração ordinária da justiça (normalmente de todo o Estado).

Ela se traduz geralmente pela suspensão de todas as (ou parte das) liberdades fundamentais do cidadão, como o ato de ir e vir, principalmente a de se reunir, de manifestar sua opinião e de não ser aprisionado sem fundamento judicial.

A lei marcial entra em vigor somente em situações excepcionais, como na preparação da instituição de um regime totalitário ou ainda em reação a uma catástrofe natural.

Assista ao vídeo abaixo:

Parece que o motivo para a assinatura da lei marcial americana é o temor de um mega terremoto como nunca se viu antes na história recente da humanidade envolvendo a falha de Cascadia e de San Andreas localizada no oceano pacífico próximo à costa americana e que rasga o planeta de norte a sul.

Assista ao vídeo abaixo:

E que segundo estudos científicos ocorrerá ainda esse ano sob a influência de outro advento natural a mudança do polo magnético da Terra que é inversão magnética ou mudança no eixo de rotação do planeta, diz o estudo.

O polo norte magnético da Terra “viaja” a 64 quilômetros por ano e já está a 1.100 quilômetros ao norte do ponto em que pesquisadores o localizaram pela primeira vez, no século 19. A velocidade do ponto para o qual apontam as bússolas tem aumentado – era de 16 quilômetros por ano no início do século 20 – e deve levar a uma inversão dos polos magnéticos do planeta.

A possível ocorrência desses super mega hiper terremoto é fundado em estudos científicos do governo americano por meios de vários Institutos de pesquisa entre eles o Pacific Northwest Seismic Network: PNSN é o responsável pelo monitoramento sísmico e da rotina dos vulcões e o Observatório Cascade Volcano (CVO) e o Centro de Pesquisa Geológica dos EUA e por cientista como Michio Kaku físico teórico estadunidense e professor na universidade de Harvad e co-criador da teoria de campos de corda, um ramo da teoria das cordas dentre outros.

“A população sabe que vivemos em uma zona de terremotos, mas não acredito que estejam preparados para um tremor como o que pode ser provocado pela falha de Cascadia, do tipo de que não se tem memória recente.” – William Steele, porta-voz da Rede Sísmica do Noroeste do Pacífico.

A preocupação do governo americano é que segundos dados oficiais esse terremoto envolvendo a falha de Cascadia e de San Andreas, criará um cenário apocalíptico como nunca se viu e que precisará de um gigantesco esquema de ajuda humanitária de proporções épicas.

O certo é que algo tremendo está para acontecer. Tirem suas próprias com conclusões.

Fontes: verdademundial.com.br e semprequestione.com

%d blogueiros gostam disto: