Roma a Grande Meretriz

A Suprema Corte Italiana decidiu que masturbar-se em público não é crime.

Pasmem-se a Suprema Corte da Itália decidiu que o cidadão pode naturalmente por o seu órgão sexual pra fora da roupa em plena via pública diante de todos ou quase todos, “a exceção é que não pode fazê-lo na presença de menores e se masturbar”.

A decisão isenta de infração até se a pessoa se masturbar com o objetivo claro de ser visto por outras pessoas.

A Corte di Cassazione, o mais alto tribunal italiano, analisou o caso de um homem de 69 anos que foi flagrado se masturbando em público na cidade de Catania.

Pietro L, como o infrator de Catania foi identificado, foi condenado depois de ter sido visto “exibindo o seu pênis e praticando autoerotismo” na frente de várias estudantes no campus da Universidade de Catania.

De acordo com a edição local do Jornal de maior circulação da Itália o La Reppublica, o prefeito de Catania e a Corte de Apelação concordaram que o acusado deveria ser condenado a três meses de prisão e ao pagamento de uma multa equivalente a cerca de 3.420.

No entanto, os juízes da Suprema Corte disseram que uma reforma recente do governo denotava que “o ato não está incluído na lei como crime”.

Ao fazê-lo, o tribunal eliminou os aspectos criminais da condenação por atos obscenos em locais públicos.

O caso de Pietro L. vai agora retornar ao prefeito de Catania para ser novamente sentenciado.

A Corte de Cassazione determinou que deva ser aplicada uma multa ao Pietro L., entre 5.000 a 30.000, como valor exato a ser determinado pelo tribunal local.

suprema-corte-italiana
Suprema Corte da Itália, em Roma | Reuters, Crédito O Globo

Ao tomarem essa decisão, os juízes da Suprema Corte observaram o fato de que o Parlamento Italiano aprovou uma lei no ano passado descriminalizando a ofensa de esconder-se em locais frequentados por meninas a fim de ser visto se masturbando.

Eles disseram que, nesta base, a sentença de Pietro L., deve ser anulada, sem nova deliberação do processo.

Casos semelhantes têm ocorridos ao redor do mundo e tem causados espantos nos últimos anos, incluído o do sueco que foi flagrado se masturbando em uma praia em Estocolmo, e que foi absolvido da acusação de agressão sexual com base no fato de que suas foram direcionados a pessoa específica.

No Reino Unido, a sentença padrão para quem for pego se masturbando em local público é de cerca de 14 dias de prisão, embora possam ser levadas em consideração uma série de fatores circunstancias que podem influenciar na aplicação da pena.

O crime é baseado na seção 28 da lei de Policia da Cidade de 1847, que afirma ser uma ofensa para qualquer um expor sua pessoa deliberada e indecentemente na rua ou em outro local público.

É uma lenda urbana comum que a masturbação na Indonésia é punível por decapitação. Isto não é verdade, de acordo com o secretário de informação da embaixada daquele país, que informou ao Jornal The Guardian que a sentença máxima nos termos do artigo 281 da Legislação Nacional é de 32 meses de prisão.

Pasmem prezados leitores é chegado o fim dos tempos. Agora qualquer cidadão pode por seu órgão genital pra fora da roupa e se masturbar em plena via pública. Centenas, milhares de pessoas fazendo autoerotismo nas ruas, praças e nos bosques com a complacência do Estado. É uma visão do inferno.

Fonte: ogloblo.com

%d blogueiros gostam disto: